Aulas em casa

Estamos vivenciando algo tão novo com esse covid19 que fica muito difícil entendermos o que está acontecendo realmente, porque o novo sempre nos assusta. Nossa casa, nosso trabalho, nossas relações, tudo ficou INCERTO e porque não dizer um velho ditado “de pernas pro ar” e no meio desse turbilhão de coisas temos as escolas e os nossos filhos em casa para estudar on-line. E agora?  Diante deste cenário e sabendo da preocupação que cada família tem em relação às escolas e precisamente das aulas em casa, pensei em oferecer algumas dicas que possam ajudar a amenizar o desconforto que tudo isso vem trazendo. 

Uma dificuldade encontrada pelas famílias foi a falta de interesse dos filhos para assistirem as aulas e realizarem as tarefas online. Isso é até um pouco natural, porque a rotina e os estímulos que a escola oferece nem sempre temos em casa, não é? Na escola tem a troca de aulas, sai professor e entra professor, nesses momentos eles conversam com os colegas, marcam cinema, discutem aquele “jogo da hora”, contam fatos e assim o dia transcorre. O intervalo, ah que delicia, eles se sente livres, os pequenos correm sem parar e os maiores juntam-se em grupinhos e milhares de assuntos surgem. Pois é! e em casa? O que eles encontram? Cobranças! Essas cobranças faz todo sentido, pois os pais precisam que os filhos realizem as tarefas porque vêm as notas, o fim do ano, a cobrança dos professores e a preocupação que a escola pense que os pais não estão ajudando e todas as incertezas em relação a esse ano letivo.

Como contribuição para esse cenário, sugiro a elaboração de uma rotina de trabalho, junto com a criança e ou adolescente. Essa rotina deverá ser escrita e colocada em um lugar visível para todos. 

A rotina traz organização, autonomia, evita momentos de correria e afasta o stress, principalmente, quando as crianças participam contribuindo com suas opiniões.

 A rotina quando criada em conjunto e mais fácil de cumprir, evita a ansiedade porque já sabemos o que vai acontecer, organiza a vida dos pais e das crianças e ainda atua no emocional e no cognitivo. 

Lembrando que a flexibilidade e a paciência são elementos indispensáveis para que tudo de certo.

Como fazer?

  1. Escolher um ambiente único para estudar.
  2. Elaborar um cronograma de horário de estudo (tempo que a escola vai estar no ar)
  3. Elaborar um cronograma de horário das tarefas de “casa”.
  4. Traçar uma meta para cada dia, para as lições de casa e trabalhos.
  5. Iniciar pelas tarefas mais fáceis.
  6. Para as atividades mais difíceis ou longas, estabeleça metas claras e curtas. Ex. vamos fazer uma parte agora e a outro após o almoço ou no período da tarde, para leitura de um livro, vamos ler 2 páginas por dia.
  7. Fazer pequenas pausas, tomar água, ir ao banheiro, comer uma fruta, etc. (tudo combinado e escrito).
  8. Incluir nessa rotina um tempo pré- determinado para relaxar, deixe o seu filho fazer o que mais gosta (celular, vídeo game, TV, etc.).
  9. Incluir também nessa rotina o que você, pai ou mãe, mais gostem de fazer, (cozinhar, ler jornal, assistir TV, ler um livro, internet, whatsapp, etc.).
  10. Lembrando que o que é “combinado não caro” e cada um respeitando o momento do outro e cumprindo toda a rotina.
  11.  Caso alguma coisa no início não de certo, vamos sentar juntos, revisar e mudar o que for necessário na rotina.

                                         Sirlei A. de Freitas 

Psicopedagoga, Psicomotricista Educacional, Terapeuta em Analise do Comportamento Aplicada em Tea.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *