Criatividade e Transformação

Somos pessoas criativas, temos essa possibilidade desde o nascimento. A criatividade se manifesta de maneira diferente em cada um de nós.  Por vezes, durante o desenvolvimento, as crianças são tão julgadas e criticadas, com preocupações estéticas, que acabam por se convencer de que não criam coisas interessantes, preferem copiar ou receber pronto. 

A criatividade promove a saúde emocional do ser humano e como sabemos no mundo em que vivemos, cada vez mais mergulhados em altas tecnologias, diversões eletrônicas e relações virtuais, torna-se comum que as crianças passem horas com essas distrações, com seus corpos imobilizados, falando mal, escrevendo mal, criando pouco ou quase nada. Assim não têm a oportunidade de criar e cuidar das emoções, tornando-se cópias uma das outras, perdendo a autoreferência e a própria essência.  A arteterapia, nestes aspectos, pode ser transformadora. 

Para Fayga Ostrower, crescer, saber de si, descobrir seu potencial e realizá-lo: é uma necessidade interna. É algo tão profundo, tão nas entranhas do ser, que a pessoa nem saberia explicar o que é, mas sente que existe nela e está buscando-o o tempo todo e das mais variadas maneiras, a fim de poder identificar-se na identificação de suas potencialidades. No entanto, é só ao logo do viver que estas potencialidades se dão a conhecer. (…) então, é preciso viver para poder criar. 

Ao pintar, desenhar, modelar, a criança se encontra diante de múltiplas possibilidades criativas, explorando os materiais, o que se constitui em uma atividade enriquecedora, que combina e aguça todos os sentidos. Irá entrar em contato com o material, experimentar, tentar, ousar e vivenciar. 

Acompanhar esse processo possibilitará que a experiência seja segura, estimulando a criança, aceitando suas produções sem julgamentos de natureza estética, sem apontar erros ou equívocos, pois aquela é a sua possibilidade de registro afetivo, de externalização de seu mundo interior.  

Estimule a criatividade! Experimente e Transforme! Faça Arteterapia!

Aline Souza Costa Arteterapeuta

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *